Raphael

Raphael

 
Sexta, 10 Agosto 2018 09:34

Meditação

“A inspiração que você procura já está dentro de você. Fique em silêncio e escute” (Rumi).

 

No sentido estrito, o verbo inspirar é a capacidade de levar o ar aos pulmões. No sentido amplo, a inspiração é a capacidade de trazer o Espírito Santo para dentro de nós, respirar o ar (ruah = sopro vital) para que possamos encontrar, dentro de nós, as respostas, as soluções, as saídas... Em nós habita o SER, o espírito, o sopro divino que nos faz viver, sonhar, caminhar, saltar, cruzar vales e montes... Em nós o espírito nos faz voar!

 

Faz-se necessário o silêncio em nós, calar a mente tagarela que insiste que olhemos para fora, enquanto a verdade está dentro... No silêncio e na meditação fazemos comunhão com o nosso ser, aprendemos a escutar nossa alma e o nosso coração... Tudo que precisamos saber já foi dado, está dentro de nós... Basta a paz e a calma para mergulhar em nosso SER!

 

Abraços terapêuticos e um excelente fim de semana!

Frei Paulo Sérgio, ofm

Quarta, 08 Agosto 2018 09:40

Iluminados

"Por menor que seja a iluminação para sua inspiração, jamais se entregue para desmotivação se escondendo na escuridão" (Dalton Veiga).

 

A iluminação exige que você assuma maior responsabilidade pelo seu estilo de vida. Em qualquer maneira de viver deve haver sempre uma responsabilidade ética que me leva a uma coerência. De nada adianta falar e não fazer, prometer e não cumprir. A ética, hoje, passa por uma vida mais simples e menos exigente para a vida no planeta. Vale muito o espírito de sobriedade, do uso racional e sustentável das coisas...

 

Quando a mente está espiritualmente iluminada, a luz que revela essas coisas para nós brilha também em nós mesmos. Descobrimos então que cada pessoa é um ser único, capaz de transformação interna e capaz também de transformar a realidade à sua volta. Ensina-nos Jesus: “os olhos são a lâmpada do corpo. Portanto, se teus olhos forem bons, teu corpo será pleno de luz” (Mt 6,22). Então, que seus olhos sejam puros não somente para enxergar mas, também, para VER!

 

Abraços terapêuticos,

Frei Paulo Sérgio, ofm

Terça, 07 Agosto 2018 16:51

Tríduo de Santa Clara

Caros Fiéis

 

Venham Celebrar conosco o Tríduo em preparação para a Festa de Santa Clara.

Sua presença é muito importante para nós.

Segunda, 06 Agosto 2018 10:22

Viva intensamente

“Esqueça essa história de querer entender tudo. Em vez disso, viva, em diz disso, divirta-se! Não analise, celebre!” (Osho).

 

Nossa mente quer entender tudo, controlar tudo... Isso gera em nós, um pensamento acelerado, uma mente ansiosa que nos tira do aqui e agora! Para a mente existem dois dias: o ontem e o amanhã. Para a consciência só existe um dia: o hoje! Daí a importância de cultivar e expandir a consciência, sair do pensamento acelerado e permitir a calma acontecer...

 

No aqui e agora vamos encontrar o sentido maior da vida, vamos fazer contato com o nosso SER! Se você quiser chamar o SER de VIDA não tem problema... No SER está a manifestação plena da vida e, nele (SER), vamos ter a compreensão e não o entendimento... A compreensão da vida que se manifesta em nós, na natureza, no universo... Tudo é UM e, em cada um de nós, se manifesta nesta totalidade, revelando a identidade e a personalidade daquilo que nos faz inteiros e únicos!

 

Tenha uma ótima semana!

Frei Paulo Sérgio, ofm

Quinta, 02 Agosto 2018 11:05

Quebrando Barreiras

"Só a semente que rompe sua casca é capaz de se atrever à aventura da vida." (Khalil Gibrán).

 

Na “aventura” da vida precisamos aprender a dar mais espaço à cons-ciência, para que todos os pensamentos e emoções, todas as paixões e necessidades possam existir. Isso significa criar espaço para o novo eclodir e germinar dentro de nós. Precisamos romper com muitas “cascas”, transpor muitas barreiras, ir além dos papéis... Isso significa: ser quem realmente somos na nossa origem humana e no nosso destino divino.

 

Procure realizar com amor tudo aquilo que é tarefa sua realizar. Não se esquive da sua missão, pois este é o princípio da sua felicidade. Rompa com tudo aquilo que te faz pequeno e não entregue sua liberdade a ninguém. Esteja em sintonia com a “imagem de Deus” que habita o seu espírito... permita que ela (imagem de Deus), possa trans-parecer!

 

Abraços terapêuticos,

Frei Paulo Sérgio, ofm.

Quinta, 02 Agosto 2018 08:31

2 de agosto: Dia do Perdão de Assis

No calendário litúrgico franciscano, o dia 2 de agosto é dedicado à celebração da Festa de Nossa Senhora dos Anjos, popularmente conhecida como “Porciúncula”. Na introdução do texto litúrgico do missal e da liturgia das horas, se diz o seguinte:

“O Seráfico Pai Francisco, por singular devoção à Santíssima Virgem, consagrou especial afeição à capela de Nossa Senhora dos Anjos ou da Porciúncula. Aí deu início à Ordem dos Frades Menores e preparou a fundação das Clarissas; e aí completou felizmente o curso de seus dias sobre a terra. Foi aí também que o Santo Pai alcançou a célebre Indulgência , que os Sumos Pontífices confirmaram e estenderam a outras muitas igrejas. Para celebrar tantos e tão grandes favores ali recebidos de Deus, instituiu-se também esta Festa Litúrgica, como aniversário da consagração da pequenina ermida”.

A propósito da Porciúncula, o Santo Padre se expressou recentemente nos seguintes termos: “O caminho espiritual de São Francisco teve início em São Damião, mas o verdadeiro lugar amado, o coração pulsante da Ordem, onde a fundou e onde, por fim, entregou sua vida a Deus, foi a Porciúncula, a ‘pequena porção’, o cantinho junto à Mãe da Igreja; junto a Maria que, por sua fé tão firme e por seu viver tão inteiramente do amor e no amor com o Senhor, todas as gerações a chamarão bem-aventurada.”

Por Frei Régis Daher, OFM

Quinta, 26 Julho 2018 12:32

Faça sua parte

“Exige muito de ti e espera pouco dos outros. Assim, evitarás muitos aborrecimentos” (Confúcio).
 
Exigir significa reclamar em função de direito legítimo ou suposto. Quando eu exijo mais de mim mesmo dos que dos outros, começo a descobrir que a melhoria das pessoas e da sociedade começa por mim mesmo. Quando começo a trabalhar as minhas limitações, irritabilidades, incapacidades, etc. vou percebendo que projetava nas outras pessoas aquilo que era meu mesmo. Quando exijo mais de mim, deixo de preocupar com as coisas dos outros e passo a ocupar-me das coisas que são minhas.
 
Podes ter certeza disso: quando tu melhoras, acabas melhorando o ambiente que te cerca. Quando tu evoluis no teu processo de aperfeiçoamento, atinges também aqueles (as) que te cercam: tua família, teus amigos, a comunidade, a sociedade que estás imerso. O conhecimento, a sabedoria, a paz estão dentro de ti. Não os procures em outros lugares... Volta-te para ti mesmo e encontrarás o teu equilíbrio e a tua paz!
 
Abraços terapêuticos,
Frei Paulo Sergio, ofm
Quinta, 26 Julho 2018 09:14

Dia dos Avós: Elogio da idade avançada

Neste mês, a 26 de julho, ocorre o Dia dos Avós, data em que se comemora a festa dos pais de Maria, Sant’Ana e São Joaquim dia dos avós. Normalmente, os avós são pessoas de certa idade. Que todos leiam com gosto estas linhas inspiradas no diário de um franciscano idoso, reflexão de um antiquíssimo número da revista “Vita Minorum”, Julho de 1983.

Frei Almir Guimarães

A velhice é um tempo de graça. Normalmente, nesta quadra da vida as paixões se abrandam. A fantasia perturba menos o trabalho do intelecto. Julga-se as pessoas com mais benevolência. Pensa-se mais naquilo que se fez e menos naquilo que ainda resta por fazer. O forte desejo de ser valorizado, estimado, compreendido não preocupa mais tanto. Sem desprezar os jovens, nesta altura da vida, esboça-se um sorriso quando eles expõem seus projetos tão parecidos com os nossos. Muitos dos nossos sonhos nunca se realizaram. Mesmo assim, com nossa idade avançada, não permitimos que eles morram. Temos ainda uma secreta esperança de que eles vão se realizar. Quem sabe os que chegam abracem os ideais que abraçamos.

Não se perde mais tempo com inúteis tagarelices e com leituras que não são necessárias. Não se acompanha com tanta avidez as notícias veiculadas pelos meios de comunicação. Não se estranha o mundo. Vai-se, no entanto ganhando consciência de um outro mundo, mais estável. Não se dá importância exagerada, ao que na realidade tem pouco valor e é efêmero. Não se busca consenso nem a atenção dos outros. Nessa quadra da existência experimenta-se uma liberdade interior raramente atingida em outro período da vida. Aos poucos vamos nos aproximando de Deus que é eterno. Adquire-se a capacidade de “partilhar”, de perdoar, de escutar, de sorrir face às próprias fraquezas e às fraquezas dos outros sem desprezar ninguém. O coração da pessoa envelhecida se dilata na medida do coração de Deus…

A infância é bonita e agradável, mas é um período de inconsciência. O tempo da idade avançada é talvez um pouco menos festivo, mas desprovido de malícia e é um período de vida consciente. A juventude é ardorosa, mas inconsequente. A idade madura talvez seja menos calorosa, mas quem sabe mais dada à reflexão. A idade jovem é orgulhosa, tende a afirmar-se, sobrepor-se e colocar-se em posição de superioridade. A velhice é mais humilde, longânime, deixa lugar para os outros porque seu intento é degustar e viver em plenitude o momento presente. Nada deixa para o amanhã. O bem tem que ser feito aqui e agora. Daí a urgência de fazer todo o bem possível. Para a pessoa de idade avançada o tempo é pleno, cada momento é uma espiga madura e cheia. Não dá para deixar vácuos, cancelamentos e adiamentos. Tudo o que o Espírito sugere será realizado imediatamente. O ancião não em tempo para saudades. Como nenhuma outra pessoa, vincula-se ao presente.

 

Terça, 24 Julho 2018 10:02

Cuide-se

“Você carrega o poder de cuidar do seu próprio espaço interior: sua mente, seu corpo, suas emoções, seu senso de si. Cuide de si” (Lisa Engelhardt).

 

Faça o que você deseja e o que você deve fazer. O medo não é uma barreira, é apenas uma projeção mental. Faça contato com o seu medo, mas não dê muita importância para ele... Aprenda a observá-lo, através da sua consciência. Aprenda a vencê-lo em etapas pequenas. Em breve você estará atravessando-o com confiança e tranquilidade.

 

Aprenda a “perder tempo” com coisas que parecem insignificantes, mas que na verdade são muito importantes: cuide de um jardim, regue suas plantas com dedicação, cultive um canteiro, deixe água numa vasilha para os passarinhos beberem... Isso é uma boa terapia de contato que fazemos com a natureza e com nosso mundo interior.

 

Tenha um abençoado e iluminado dia!

Frei Paulo Sérgio, ofm