Super User

Super User

Quinta, 27 Fevereiro 2014 14:18

Vatican.News lança aplicativo THE POPE APP

Uma aplicação centrada na figura do Papa. Permitirá que você siga ao vivo suas intervenções, além de receber um aviso comunicando que está para começar um evento pontifício.

Também será possível acessar todo o conteúdo oficial relacionado ao Papa em qualquer formato: notícias e discursos oficiais, galeria de fotos e vídeos, acesso a sua agenda e links para outros serviços da Santa Sé.

Além disso, a aplicação permitirá um acesso exclusivo aos lugares chaves do Vaticano através das webcams instaladas na Praça de São Pedro, transmitindo imagens em tempo real.

Saiba mais em http://www.news.va/thepopeapp/index_pt.html

Sexta, 21 Fevereiro 2014 00:00

Delicadeza

Ser delicado é algo que se constrói em nossa personalidade, em nosso jeito de ser. Isso não tem nada a ver com fraqueza, com falta de opinião própria ou com ausência de forças em nossas atitudes. A delicadeza é algo que brota da alma e atende nossas ações, fazendo-nos polidos, generosos e com capacidade de participar do sofrimento das pessoas. A delicadeza nos faz pessoas mais misericordiosas!

O coração delicado sofre menos das feridas que recebe do que das que faz, assim nos atesta Santo Agostinho. A delicadeza afasta de nós as amarguras, permite-nos ver a vida com alegria e esperança. O cristão deve cultivar esse jeito de ser, pois Jesus revela-nos o Pai Eterno com delicadeza em suas ações. Deus (em nós) impele-nos a ter um coração bondoso e compassivo, com o olhar transformado pela BELEZA que é o próprio DEUS…

Frase para refletir: “Cada um escolhe um jeito de olhar pra vida. Eu prefiro olhar com mais delicadeza” (Denise Portes).

Tenha um ótimo fim de semana!

Frei Paulo Sérgio, ofm

Segunda, 24 Fevereiro 2014 00:00

Felicidade

A vida nos reserva sempre surpresas: o momento seguinte é sempre surpreendente, pois muitas ações e reações passam pelos sentimentos. E o sentimento não é racional e nunca sabemos como as pessoas os receberão. Mesmo assim, os sentimentos precisam ser externados, pois per-passam nossas ações e, principalmente, nossas relações.

Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples: você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. Viva sua vida e não deixe de expressar seus sentimentos e nem de declarar que as pessoas são importantes para você!

Frase para refletir: “Andei por muitos caminhos… Aprendi a celebrar as pequenas vitórias e que amar vale a pena, apesar das incompreensões” (Fr. Paulo Sérgio, ofm).

Tenha um ótimo e abençoado dia!

Frei Paulo Sérgio, ofm

Quarta, 26 Fevereiro 2014 00:00

Caminhar

Andar, caminhar, seguir o per-curso da existência… Tudo isso criando a abertura para uma vida equilibrada e com sentido. A “terra” é o símbolo do chão da existência, o espaço e o tempo que permite o acontecimento da vida, com seus sonhos, lutas e conquistas… A “terra” é o chão primordial, lugar da conquista do pão, lugar por excelência da humanidade e da humanização.

Per-corra seu caminho, sem medo do tempo, sem medo do amanhã, sem medo da verdade. Viver ultrapassa todo sonho, todo desejo, vai além de toda estreita teoria. É bom refletir e cantar com Mercedes Sosa: “Eu só peço o futuro não me seja indiferente… que a dor me seja indiferente… que a morte não me seja indiferente”…

Frase para refletir: “Já me fiz a guerra por não saber/ que essa terra encerra o meu bem querer/ E jamais termina o meu caminhar…” (Paulinho Tapajós).

Tenha um ótimo e abençoado dia!

Frei Paulo Sérgio, ofm

A Comissão Arquidiocesana da Pastoral Familiar de Brasília (DF) promoveu encontro de formação do setor Pré-Matrimonial, no último domingo, dia 23, no auditório da Cúria Metropolitana. Mais de 130 agentes participaram.

A formação contou com orações, testemunhos e palestra, conduzida pelo casal Léo e Dóris, membros da Comissão do Regional Centro-Oeste da Pastoral Familiar. O trabalho realizado nas comunidades da arquidiocese foi partilhado pelos participantes.

O subsecretário adjunto de Pastoral da Conferência Nacional do Bispos do Brasil (CNBB), padre Francisco de Assis Wloch, presidiu a missa de encerramento do encontro.

Para este ano, estão previstas duas formações arquidiocesanas: uma sobre o setor Pós-Matrimonial e outra sobre o setor Casos Especiais. De acordo com a organização, as datas serão divulgadas com antecedência.

 

Fonte: http://www.arquidiocesedebrasilia.org.br/

Na Catequese desta quarta-feira, (26), Papa Francisco falou sobre o Sacramento da Unção dos Enfermos. O Santo Padre usou a passagem do Bom Samaritano para comparar o verdadeiro sentido do Sacramento, que segundo ele, fala da compaixão de Deus pelo homem no momento da doença e da velhice.

“O bom samaritano cuida de um homem ferido, derramando sobre as suas feridas óleo e vinho, recordando o óleo dos enfermos. Em seguida, sem olhar a gastos, confia o homem ferido aos cuidados do dono de uma pensão: este representa a Igreja, a quem Jesus confia os atribulados no corpo ou no espírito.”

Ainda segundo o Papa, também a Carta de S. Tiago recomenda que os doentes chamem os presbíteros, para que rezem por eles ungindo-os com o óleo. De fato, “Jesus ensinou aos seus discípulos a mesma predileção que Ele tinha pelos doentes e atribulados, difundindo alívio e paz.”.

Francisco explicou que infelizmente, nos dias atuais, as famílias estão se beneficiando cada vez menos deste sacramento. Ele completa dizendo que mesmo a morte e a doença ainda que sejam considerados por muitos um tabu, não nos separa do amor de Deus.

“Por isso, diante daqueles que consideram o sofrimento e a morte como um tabu, deixando de se beneficiar com esse sacramento, é preciso lembrar que, na unção dos enfermos, Jesus nos mostra que pertencemos a Ele e que nem a doença, nem a morte, poderá nos separar d’Ele.”

No final da catequese o Papa Francisco, nas saudações, dirigiu-se também aos peregrinos de língua portuguesa:

“Queridos peregrinos de língua portuguesa: sede bem-vindos! Em cada um dos sacramentos da Igreja, Jesus está presente e nos faz participar da sua vida e da sua misericórdia. Procurem conhecê-Lo sempre mais, para poderem servi-Lo nos irmãos, especialmente nos doentes. Sobre vós e sobre as vossas comunidades, desça a benção do Senhor!”

O Pontífice fez um apelo para a paz e reconciliação nacional na Venezuela que desde o começo do mês de fevereiro, vive situação alarmante por conta dos protestos contra o Governo:

“Sigo com particular apreensão o que está a acontecer nestes dias na Venezuela. Desejo vivamente que acabem o mais depressa possível as violências e as hostilidades e que todo o povo venezuelano, a partir dos responsáveis políticos e institucionais, favoreçam a reconciliação nacional, através do perdão recíproco e de um diálogo sincero, respeitoso da verdade e da justiça, capaz de enfrentar temas concretos para o bem comum. Ao mesmo tempo assegura a minha constante oração, em particular, para todos quantos perderam a vida nos confrontos e pelas suas famílias, convido todos os crentes a elevar suplicas a Deus, pela materna intercessão de Nossa Senhora de Coromoto, por forma a que o país reencontre prontamente paz e concórdia.”

Por Kamila Aleixo / Arquidiocese de Brasília

Fonte: Rádio Vaticano

Página 2 de 2