Sentir

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

“Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco” (Charles Chaplin).

 

O pensamento tornou-se uma intensa atividade mental, foi para a cabeça e desconectou-se do coração... Assim, somos invadidos por um turbilhão de pensamentos que exaurem toda nossa energia vital... Deixamos de SENTIR, de perceber, de escutar o coração. E, com isso, a ansiedade tomou conta do ser humano... E o medo passou a fechá-lo em suas próprias cavernas!

 

Precisamos recuperar com urgência nossa capacidade de SENTIR, de perceber o coração como o chakras central de nosso corpo e de acessar a cons-ciência como caminho de libertação do pensamento acelerado. É preciso trazer a CALMA para dentro de nós, ter momentos diários de meditação... E preciso CURAR os corações e permitir que o AMOR de Deus seja a energia a fluir em nosso SER!

 

Tenha uma ótima e abençoada semana!

Frei Paulo Sérgio, ofm

Visto 80 vezes
Mais em Arquivos